Goma

DSC00216
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

O Significado

Goma é a tradução sonora da palavra “Homa” em sânscrito. Originalmente é um ritual Bramanista que surgiu na Índia há 200A.C., que foi incorporado ao Budismo em meados do século V.

Para acender o fogo de “Homa” são usadas madeiras finas, e durante a queima são jogadas várias oferendas para que o Deus do Fogo possa levá-las ao céu juntamente com as fumaças. Esse ritual surgiu através de uma fé ingênua desejando a benção dos céus. Levando em consideração que dentro do fogo é um local puro para de guardar o Buda, é aceso o Fogo do Goma oferecendo-lhes as oferendas e também a madeira de Goma onde estão escritos os pedidos. Esses pedidos são transformados em fumaças para poder alcançar o Buda que está acima do céu (no Budismo).

O Goma e o Buda

De acordo com os Budas, surgem diferenças nos campos de atuação para atender os pedidos. Dependendo do Buda que deseja convidar para reverenciar surgem diferenças nas formas do ritual e da oração. No Kongoji, a cada mês é chamado um Buda diferente para realizar o procedimento de Goma. São eles:

  • O Grande Mestre Kukai: É um Grandioso Monge de Shingonshu que após o ocultamento de “Shaka-Nyorai” ele fez um juramento que se tornaria o guia daqueles que se encontram perdidos, até que ocorra a manifestação reveladora do “Maiterya” (Minoku Bosatsu). Ainda hoje continua servindo como guia para nós.
  • O Astrológico (Seishuku): Acredita-se que a vida humana mantém um relacionamento profundo entre o movimento do corpo celeste. Na astrologia ocidental é conhecido como a utilização do posicionamento dos 12 corpos celestes. Há uma grande diferença entre a teoria das astrologia do acidente e do oriente. Portanto existem diversos tipos de astrologia, e no Mikyô (Ensinamento Esotérico) também surgiu a teoria astrológica própria. Reza-se cultuando a estrela de influência da sua vida, desejando que seja guiada para um caminho melhor.
  • O Fudô-Myou “Acala”: Fudô significa “Protetor Inabalável” e Myou é “pessoa magnífica que incorporou a sabedoria (Shingon) na Buda”. Está no campo queimando com fogo as ambições e os desejos terrestres, para que ela não atinjam a esfera celeste. Apesar da sua fisionomia severa, é famoso pelo seu sentimento de profunda compaixão. Devido essa compaixão, há também o seu lado severo, capaz de impedir as pessoas que tentem cometer algum pecado, mesmo que utilize a força, para que não aumente ainda mais o seu pecado. Em relação aos demônios, também é igual e possui o poder de imobilizar o demônio.
  • O Monju Bosatsu: é um louvado como a sabedoria em primeiro lugar, beneficiando os estudos elevando o rendimento escolar ou aprovação em exames. No Shingon diz que há o poder de eliminar as agonias e grandes pecados.
  • O Kongô Yasha Myoô: Segundo a mitologia antiga na Índia, era o Deus do mal que usa uma arma divina chamada “kongô” que solta relàmpagos, era o objeto de terror do povo por atacar e devorar os humanos. Porém, após ouvir o sermão do Buda despertou-se para o bem e tornou-se guardião do Budismo. Após converter-se para o Budismo passou a proteger o bem e com a sua força poderosa devorava os inimigos e os demônios. Possui cinco olhos e dizem que dois deles tem o poder desvendar as mentiras.
  • O Gundari Myoô: Ele é representado por um crânio com uma coroa e as serpentes como o acessório no pescoço, pernas e braços. Como a serpente representa um animal persistente, é um “Myoô” que castiga o espiríto do mal sem parar, protegendo os homens contra o espírito do mal retirando-lhe os seus obstáculos. Em outra denominação se chama “Amrita” que significa o elixir da imortalidade, que derrota o Deus causador da doença incurável, e principalmente, possui uma força excepcional de cura e longevidade.
  • O Itijikinrinbuchô: O Shingon (palavra verdadeira) desse Buda Significa que todos os feitos do Buda é representado por uma só palavra “Boron”, e que se reúne nele. E o “Kinrin” pode ser imaginado como o limite das coisas, o final do destino pode ser considerada a extensão do campo onde alcança o seu efeito. É uma técnica muito poderosa.

Proteção Contra Furtos e Roubos (Amuleto)

Dependendo da religião existem diversos tipos de amuletos. O tipo de material varia podendo ser o papel, madeira, pedra ou metais, e os formatos também podem ser representações dos Deuses de cada religião, ou alguma representação sacra como a cruz, uma bola de cristal, ou então algumas palavras ou escrituras num papel ou pedaço de madeira, entre vários outros.

Acredita-se que nela existe uma força de proteção contra as desgraças quando é levado junto ao seu corpo ou colocado em algum lugar dentro ou fora da casa.

O amuleto do Kongoji terá efeito a partir do momento que receber a benção na missa. Para que aquilo que era um simples papel ou pedaço de madeira com algumas escritas terá o poder como um amuleto, irá depender se foi ou não abençoado.

Receba Recados Importantes do Tempo Kongoji

Grupo Exclusivo para receber

– Recados Importantes

– Datas/Calendário atualizado

– Avisos da diretoria

Siga o Templo Kongoji nas Redes Sociais